A segurança do paciente sob tratamento por Câncer, em todas suas formas, ganha um importante aliado. No dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, foi inaugurado o Centro de Estudos da Liga Catarinense de Combate ao Câncer – CELC, junto a seu braço operacional, a Radioterapia São Sebastião.

A nova estrutura integra ensino/pesquisa, assistência e gestão, com a meta maior de unir os avanços dos recursos tecnológicos ao atendimento integral e humanizado ao paciente. Paralelamente será dado o passo inicial e reforma total da área física e a aquisição de equipamentos com tecnologia de ponta, Acelerador Linear, em sua unidade no Hospital de Caridade. Serão dois polos, o atual, na Casa de Saúde São Sebastião e a novidade no Hospital de Caridade, a compor um conjunto harmonioso sob a condução técnica dos protocolos do Centro de Estudos, qualificadas e validadas com arbítrio nacional e internacional, em todos seus procedimentos.

O Centro de Estudos também vai atuar em parceria com o Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC, numa verdadeira interface junto à graduação, pós-graduação e mestrado, extensão e pesquisa. A iniciativa permite avanços e fortalecimento dos cursos de saúde da instituição de ensino, de forma especial nas áreas de Radiologia e Enfermagem. Entre outras coisas, isso possibilita que trabalhos de conclusão de curso e mestrado em radioterapia, sejam realizados com validação submetida ao arbítrio e certificação nacional e certificação nacional e internacional.

O presidente do CELC e da São Sebastião, radioterapeuta e oncologista Dr. Ernani Lange de S. Thiago, destaca a importância do trabalho já em andamento. “É preciso acompanhar permanentemente a evolução veloz do conhecimento na medicina e no tratamento dos pacientes. Certamente um centro de estudos é um dos mais valiosos instrumentos para alcançar esse objeto, quando dispõe de recurso tecnológico a operacionalizar o conhecimento”.

Responsável pela coordenação do CELC, a enfermeira Dra. Lara Vandresen ressalta que a estrutura vai permitir a comunicação integrada e em tempo real com os médicos e profissionais da saúde que fazem a assistência no tratamento do câncer. “Vamos utilizar as mais modernas ferramentas digitais para unir todas as faces do grande trabalho em defesa dos pacientes, com acolhimento e ainda maior qualidade”.